Connect with us

HÍBRIDO

Novo Toyota Yaris: híbrido e evoluído, compacto ostenta consumo de 26 km/l

Nova geração já está disponível em pré-venda na Europa

Published

on

Lançado no Brasil em 2015, o Toyota Yaris trocou de geração na Europa no começo do ano e ganhou evoluções importantes como a nova plataforma, melhor dirigibilidade e um pacote mais generoso de itens de segurança, sem falar no visual mais ousado. Agora, a versão híbrida começa a chegar às lojas europeias com preço inicial de 18.650 euros (R$ 113 mil).

Disponível para encomendas na Espanha, a quarta geração do Toyota Yaris 2020 segue com a missão de competir contra um time de rivais, entre os quais Ford Fiesta, Renault Clio, Volkswagen Polo e Kia Rio, entre muitos outros, muitos deles disponíveis com a variante híbrida.

Galeria: Toyota Yaris (2020)

Completamente novo, o Toyota Yaris 2020 evoluiu consideravelmente em design e o mais importante: recebeu a nova e versátil plataforma TNGA GA-B, uma variação da base usada em modelos maiores como o Corolla, RAV4 e CH-R e que incorpora evoluções como o uso de aços de alta resistência e confere maior rigidez estrutural.

Ele ficou menor e agora tem 3,94 metros de comprimento (o Yaris vendido no Brasil tem 4,14 metros). No entanto, o habitáculo foi ampliado, graças ao melhor aproveitamento de espaço interno e adoção de balanços dianteiro/traseiro mais curtos. O porta-malas tem 286 litros.

A lista de equipamentos é interessante e desde a versão de entrada traz 7 airbags, controle de cruzeiro adaptativo, sistema de alerta de pré-colisão com detecção de pedestres e ciclistas, reconhecimento de sinais de trânsito, assistente de mudança de faixa, sistema multimídia com tela sensível ao toque de 8”, câmera de ré, acesso e partida sem chave, rodas de liga leve aro 15″, volante de couro e sensores de luz e chuva.

Falando do trem de força híbrido, ele será sempre equipado com o propulsor 1.5 litro 3-cilindros atrelado a um motor elétrico para um total de 116 cv de potência. A alimentação vem de bateria de íons de lítio que promete ser mais potente que no modelo anterior e garante velocidade máxima de 130 km/h no modo totalmente elétrico.

O hatchback híbrido acelera de 0 a 100 km/h em 9,7 segundos e atinge a velocidade máxima de 175 km/h no modo híbrido. O consumo médio é de decentes 26,3 km/l e as emissões de 85 g/km de CO2 (valores no ciclo WLTP).

O novo Toyota Yaris 2020 híbrido já está disponível para encomendas na Espanha em quatro versões de acabamento (Business Plus, Active Tech, Style e Style Plus). O compacto pode ser adquirido na forma de pré-venda com preço inicial de 18.650 (R$ 113 mil) euros para a opção de entrada Yaris 120H Active Tech.

E no Brasil?
Com estratégias diferentes para cada região, a Toyota não pretende lançar esse Yaris mais moderno por aqui tão cedo – sua produção local demandaria altos investimentos para adoção da nova plataforma GA-B neste modelo. Os planos para o Brasil incluem uma reestilização do modelo atual (que deriva da mesma base do Etios) e uma estratégia mais focada nos SUVs, com dois lançamentos previstos para um futuro próximo.

Fonte: hibridosyelectricos

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

HÍBRIDO

Toyota Corolla Cross vai esquentar a briga dos SUVs híbridos no Brasil

Segmento híbrido terá Jeep Compass, Ford Escape e outros rivais

Published

on

Revelado no início do mês na Tailândia, o novo Toyota Corolla Cross chegará ao Brasil em 2021 para engrossar o pelotão dos SUVs médios a encarar o campeão de vendas Jeep Compass. Com produção nacional e trem de força híbrido compartilhado com o Corolla, o novo SUV da marca japonesa promete ser um dos principais atores no cenário dos SUVs médios híbridos.

O líder do segmento Jeep Compass terá a reforço da versão híbrida 4xe (junto com o irmão menor Renegade) também no ano que vem. Além disso, a briga promete esquentar ainda mais com a chegada do Ford Escape PHEV, ainda sem data oficial de estreia, mas aguardado para o período entre o fim deste ano e o primeiro semestre de 2021.

Medindo 4.460 mm de comprimento, 1.825 mm de largura, 1.620 mm de altura e com entre-eixos de 2.640 mm, o Corolla Cross híbrido será equipado com o mesmo conjunto propulsor consagrado no Corolla: o motor 1.8 litro de 95 cv associado a uma unidade elétrica de 72 cv para um total de 123 cv de potência total. O câmbio é o automático do tipo CVT.

Disputa híbrida
A tendência é que a maioria dos segmentos (o de SUVs médios/grandes com mais intensidade) adicionem versões híbridas ao portfólio a partir do que vem. Esse novo cenário pode alterar o panorama dos modelos mais vendidos atualmente. Veja abaixo quais serão os principais rivais do Corolla Cross híbrido:

Jeep Compass 4xe
O campeão absoluto de vendas do segmento teria a estreia da versão híbrida ainda neste ano. No entanto, a pandemia atrasou os planos da FCA e o modelo só irá desembarcar por aqui no começo de 2021. Assim como o irmão menor Renegade, a versão 4xe é híbrida do tipo plug-in (recarregável) e deverá ter preços acima dos R$ 200 mil.

Ford Escape PHEV
Entre os três SUVs médios que a Ford irá trazer (Territory, Bronco Sport e Escape), este deve ser o único com versão híbrida, que é do tipo plug-in (recarregável), como no Compass. Ele ainda não tem data oficial de estreia, mas dado o cronograma da Ford, pode desembarcar entre o fim deste ano e o início de 2021.

Lexus UX 250h
Nem sempre lembrado, o croosver UX 250h já está à venda no país desde abril do ano passado e emplacou praticamente 500 unidades somente no primeiro ano de vendas. Atualmente ele custa R$ 194.990, sendo uma opção da marca premium da Toyota. O SUV híbrido é equipado com um motor 2.0 a gasolina associado a uma unidade elétrica para um total de 178 cv de potência.

Considerando que o preço do atual do Toyota Corolla Altis Hybrid é de R$ 137.890,00, a futura versão híbrida do Corolla Cross também terá fabricação nacional e não deve ficar muito acima deste patamar. Ainda que ficasse, teria uma boa margem de diferença para os rivais que em sua maioria dificilmente ficarão abaixo do patamar de R$ 200 mil.

Os SUVs compactos e médios representam o maior volume de vendas, mas é nos segmentos mais altos que haverá mais opções de versões híbridas, como no caso dos já disponíveis Volvo XC40 R-Design híbrido (R$ 245.950), Toyota RAV4 Hybrid (R$ 217.990) Lexus NX 300h (R$ 270.990) e a nova geração do Volkswagen Tiguan, que em um futuro não muito distante tem boas chances de desembarcar com a versão híbrida por aqui.

Como dissemos, a Toyota confirmou o lançamento do Corolla Cross no Brasil para 2021. A montadora japonesa já investiu a quantia de R$ 1 bilhão na fábrica de Sorocaba para preparar sua produção, onde o modelo é conhecido pelo código 740B.

Até lá o cenário pode mudar bastante, mas a julgar pelos fatores atuais o novo SUV da Toyota tem tudo para emplacar também no segmento dos híbridos, a exemplo dos companheiros de marca Corolla, RAV4 e Prius, simplesmente os três carros híbridos mais vendidos no país no ano passado.

Motor1

Continue Reading

HÍBRIDO

Irmão do Uno, Fiat Panda estreia nova versão híbrida com motor 1.0 Firefly

Nova versão traz o visual mais convencional, em oposição ao modelo Cross

Published

on

Nada menos que o carro mais vendido na Itália nos últimos anos, o Fiat Panda ganha uma nova versão. Trata-se da segunda variante disponível para o Panda Hybrid – além da versão aventureira Cross – agora com estilo mais convencional, batizada de Urban e igualmente equipada com a propulsão híbrida leve.

A marca também exagera na designação da propulsão: a designação Hybrid está estampada na tampa traseira de ambas as versões, embora, de acordo com a Fiat, um sistema híbrido leve funcione sob o capô, não um híbrido completo.

A versão urbana se difere do modelo Cross apenas na aparência: o Urban tem retrovisores externos pretos, faixas laterais pretas e não tem as proteções de plásticas ao longo da carroceria que dão o ar off-road.

O Panda Hybrid Urban está equipado com o sistema híbrido leve (MHEV) composto pelo motor a gasolina 1.0 3-cilindros Firefly de 70 cv associado a um gerador elétrico BSG (Belt-integrated Starter Generator) de 3,6 kW. Ele recupera energia durante a frenagem e a desaceleração que é armazenada em uma bateria de lítio com capacidade de 11 Ah. Funciona em um sistema elétrico de 12 volts e é responsável por auxiliar as acelerações e também para reiniciar o motor no modo “Stop&Start”. A transmissão é sempre manual de seis marchas.

Esta tecnologia tem como objetivo reduzir as emissões de CO2. O consumo homologado é de 24,1 km/l, o que corresponde a 93 gramas de CO2 por km. Para efeito de comparação, o motor 1.2 Fire a gasolina com a mesma potência faz 17,5 km/l e tem emissões de 135 g/km.

Agora inserido na gama de versões, o Fiat Panda Urban Hybrid já está disponível para vendas em diversos mercados da Europa e tem preços entre 11.785 euros (R$ 70.200) e 15.684 euros (R$ 93.520).

Motor1

Continue Reading

HÍBRIDO

Maserati Ghibli vira híbrido leve para quatro cilindros parecerem seis

O Maserati Ghibli Hybrid é o primeiro modelo eletrificado do fabricante. Ele combina motor 2.0 turbo e sistema elétrico de 48V para entregar 330 cv

Published

on

A Maserati debutou o Ghibli Hybrid, primeiro modelo eletrificado da história do fabricante do Tridente. O modelo combina um motor de quatro cilindros 2.0 turbinado a sistema elétrico de 48V. Desta forma, sendo capaz de recuperar a energia durante as desacelerações/frenagens para a bateria instalada na porção traseira do veículo.

Segundo a Maserati, o desempenho é similar ao de um seis cilindros. E o conjunto entrega 330 cv a 5.750 rpm e torque de 45,88 kgfm a partir de baixos 1.500 rpm permitindo acelerar de 0 a 100 km/h em 5,7 segundos e chegar aos 255 km/h de velocidade máxima. O câmbio é automático de oito marchas do fabricante ZF. E a sonoridade foi trabalhada para produzir o ronco similar a de um ‘seis bocas’.

Com uma carroceria de 4,971 m de comprimento e de 2,998 m de entre-eixos, o visual se diferencia pelos detalhes da carroceria em azul anodizado encontrados nas três saídas de ar nos para-lamas e nas pinças de freio, por exemplo. Aliás, os discos são de 345×28 mm na frente e 330×22 mm atrás.

As rodas de 18″ vestem pneus de medidas 235/50 R18, enquanto as lanternas ‘bumerangue’ foram redesenhadas, com inspiração no modelo 3200 GT e no conceito Alfieri.

A cabine estreou o carregador de smartphone por indução e o multimídia Mia (assistente inteligente Maserati), que é gerenciado pelo sistema operacional Android e integrado ao reconhecimento de voz Tencent, que possibilita ajustar o ar-condicionado e outras funções do Maserati Ghibli Hybrid. A tela aumentou de 8,4″ para 10,1″ e os gráficos foram revistos.

MotorShow

Continue Reading

Trending

Copyright © 2020 MAISMOTORS NEWS