Connect with us

ELÉTRICO

Tesla pode fazer uma picape “normal” se o Cybertruck falhar

CEO diz que o Cybertruck não teve pesquisa de mercado e eventualmente poderia fracassar

Published

on

A revelação da picape elétrica Tesla Cybetruck foi um daqueles eventos que quebraram a Internet. O modelo ganhou tanta notoriedade e de forma tão rápida que deve ser reconhecido como a estrela entre os lançamentos automotivos mais memoráveis ​​dos últimos anos.

No entanto, seu sucesso parece ter sido um mero acaso, pois agora ficou claro que a Tesla não fez nenhuma pesquisa de mercado antes de criar o Cybertruck. E isso foi mencionado em uma recente entrevista dada por Elon Musk publicada no Automotive News.

Musk disse:

“Pesquisa de clientes? Acabamos de fazer um carro que achamos incrível e parece super estranho. Eu só queria fazer um tanque de batalha futurista – algo que parece sair de Blade Runner ou Aliens ou algo parecido, mas também é altamente funcional.”

E embora Elon não esteja preocupado com o fato de o Cybetruck não ser vendido, se não for um sucesso tão grande quanto a reação inicial que provocou, a Tesla tem um plano B. A montadora puxará o plugue do Cybertruck caso ele seja um fracasso (o que parece bastante improvável) e venderá uma picape elétrica de aparência mais convencional.

Musk também disse que:

“Não estava super preocupado com isso, porque se alguém quiser comprar uma caminhonete de aparência estranha, construiremos uma picape normal, sem problemas. Existem muitas picapes normais por aí que parecem praticamente iguais; você dificilmente pode apontar a diferença. E claro, nós poderíamos simplesmente fazer alguma picape de imitação; isso é fácil. Então essa é a nossa estratégia de fallback.”

A julgar pelos 200.000 pedidos (reembolsáveis ​​de US$ 100), a Tesla não deveria se preocupar em desfazer o Cybertruck e substituí-lo por um modelo mais tradicional. Além disso, Musk também aponta que o Cybertruck não é realmente voltado para o comprador tradicional de picapes – ele não tem como alvo nenhum comprador específico e deve ser lançado oficialmente em 2021, embora ainda tenhamos que esperar e ver quão perto está a versão de produção.

Automotive News

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ELÉTRICO

Volkswagen lança o novo ID.4 SUV 100% elétrico que deve chegar no Brasil

Segundo modelo da família ID tem preço inicial de US$ 39.995 nos Estados Unidos

Published

on

Depois de uma longa jornada de flagras, teasers e vídeos, o Volkswagen ID.4, segundo modelo da nova família de veículos elétricos da marca alemã, é revelado de forma oficial. O SUV elétrico que aspira se tornar um dos veículos mais vendidos da marca estreia nos Estados Unidos com preço inicial de US$ 39.995. Considerando os US$ 7.500 de incentivos governamentais, o preço final baixa para US$ 32.495, ou R$ 178.810 em uma conversão direta.

Inicialmente disponível na versão com motor traseiro e autonomia de 520 km, o ID.4 aposta em elementos como preço inferior aos modelos da Tesla, boa dinâmica de condução, oferta de itens de tecnologia e três anos de carregamento na rede Electrify America sem custo adicional para os clientes norte-americanos.

Sem surpresas, afinal o visual é conhecido quase por inteiro há um algum tempo, a não ser por alguns pequenos detalhes ainda camuflados, o ID.4 aposta em um design contemporâneo e agradável com linhas fluidas e boa aerodinâmica (o coeficiente de arrasto é 0.28). Não tem a intenção de revolucionar, mas ainda assim deve agradar à maioria, algo que os primeiros elétricos pecavam com seus estilos futuristas e um tanto exagerados.

Para efeito de comparação, suas dimensões externas são próximas ao de um Volkswagen Tiguan, ficando pouco abaixo do irmão com motor térmico. O ID.4 estará disponível em seis cores externas – Glacier White Metallic, Mythos Black Metallic, Moonstone Grey, Scale Silver Metallic, Blue Dusk Metallic e King’s Red Metallic. De série, o SUV elétrico possui teto na cor da carroceria, trilhos de teto pretos e rodas de liga leve aro 19″.

Baseado na arquitetura modular elétrica (MEB), o ID.4 é impulsionado por um motor com 150 kW (204 cv) de potência e 31,6 kgfm de torque montado no eixo traseiro. A aceleração de 0 a 100 km/h leva 8,5 segundos e a velocidade máxima é limitada a 160 km/h.

A variante mais potente ID.4 Pro com tração nas quatro rodas e 302 cv de potência chegará ao mercado somente em 2021 por US$ 43.695 (sem considerar os incentivos).

A bateria de 82 kW é composta por 12 módulos e fica alojada em um leve estrutura de alumínio sob o assoalho. A Volkswagen informa que os modelos ID.4 1st Edition terão autonomia de 520 km com carga total pelo ciclo EPA.

O carregador de bordo de 11 kW permite um acréscimo de 85 km na autonomia em cerca de uma hora, e garante uma carga completa em cerca de sete horas e meia em uma tomada doméstica. Em uma estação de carregamento rápido DC de 125 kW, o ID.4 pode ir de cinco a 80 por cento da carga total em 38 minutos.

Com espaço interno semelhante ao do Tiguan, embora tenha dimensões menores, o ID.4 possui uma cabine de aspecto funcional e moderno, além de bastante amplo, graças ao entre-eixos de 2,77 metros. No painel de linhas limpas, se destacam o ID.Cockpit, com o quadro de instrumentos digital de 5,3″ e o sistema de informação entretenimento Discover Pro com tela de 10″ (tela de 12″ opcional). Também estão disponíveis o sistema auxiliar ao motorista ID. Light e volante multifuncional com aquecimento em couro, entre outros itens dependendo do pacote opcional escolhido.

A lista de equipamentos é ampla e conta com desejados itens de segurança e assistência ao motorista como seis airbags de série e um pacote que inclui alerta de colisão frontal, monitor de pontos cegos, alerta de tráfego traseiro, controle de cruzeiro adaptativo, assistente de permanência em faixa, assistente de farol alto e Park Assist.

Inicialmente importado da Alemanha, com produção na fábrica de Zwickau, o ID.4 será produzido nos Estados Unidos a partir de 2022. Assim que a produção local começar, a Volkswagen planeja oferecer um versão mais barata para o mercado norte-americano com preço (sem considerar os incentivos) em torno de US$ 35.000 (R$ 192.590).

O SUV elétrico ID.4 tem uma missão nada fácil pela frente. A marca alemã planeja vender 500.000 unidades anuais do modelo a partir de 2021 e para isso o lançará em diversos mercados globais com produção concentrada nos EUA, Alemanha e China.

Num futuro próximo, o modelo também está (fortemente) cotado para vir ao Brasil, como disse recentemente o CEO da Volkswagen America do Sul, Pablo Di Si. Embora ainda não haja uma data oficial, o ID.4 deve ser o primeiro veículo elétrico da marca a desembarcar por aqui.

Motor1

Continue Reading

ELÉTRICO

Volkswagen lança o ID.4, SUV elétrico que pode chegar ao Brasil

Modelo é o segundo da nova família de carros elétricos da marca. Com motor de 204 cv, ele pode percorrer até 520 km com uma carga da bateria

Published

on

A Volkswagen apresentou nesta quarta-feira (23) o ID.4, segundo membro da sua nova família de carros elétricos.

Maior do que o ID.3, que é um hatch, o ID.4 é um SUV, e tem chances de ser vendido no Brasil.

No último Salão de Frankfurt, há cerca de um ano, quando o modelo ainda era um conceito chamado de ID Crozz, o presidente da Volkswagen do Brasil, Pablo Di Si, afirmou que “achava que daria” para vender o veículo no país por ele ser mais alto do que o ID.3.

A resposta pode estar nos 21 cm de altura em relação ao solo do ID.4. Além dessa medida, o ID.4 tem 4,58 m de comprimento, 12 cm menos do que o Tiguan vendido no Brasil. De acordo com a Volkswagen, a capacidade do porta-malas é de 543 litros.

Outros dados, como distância entre-eixos, largura e altura não foram divulgados.

O ID.4 é movido por um motor elétrico de 204 cavalos instalado no eixo traseiro. Suas baterias, com capacidade para armazenar 77 kWh, garantem autonomia de até 520 km. Com velocidade máxima de 160 km/h, o SUV é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 8,5 segundos.

O interior do ID.4 segue o mesmo padrão tecnológico do ID.3. Isso significa uma cabine sem botões físicos. Os comandos são feitos por meio de uma tela de 12 polegadas.

G1

Continue Reading

ELÉTRICO

Audi e-Tron Sportback S de 503 cv está confirmado para o Brasil em 2021

Marca alemã também confirma que terá quatro modelos da linha e-tron no país

Published

on

A Audi vai continuar apostando firme na linha de carros elétricos e-tron no Brasil. Em evento realizado na noite desta segunda-feira (21), a marca alemã confirmou que o e-tron Sportback S chegará ao país em 2021. Trata-se da versão com apelo esportivo baseada no SUV coupé e-tron Sportback regular, que já está disponível por aqui desde o mês passado.

Falando sobre a gama eletrificada disponível no Brasil, a marca das quatro argolas confirmou ainda que teremos quatro modelos 100% elétricos no país até o fim de 2021. Com a confirmação de hoje, o portfólio da linha e-tron no país contará com os seguintes modelos: e-tron, e-tron Sportback, e-tron Sportback S e e-tron GT.

Mais esportivo
Versão com proposta mais esportiva em relação ao e-tron Sportback regular, o Audi e-tron Sportback S recebeu um tratamento que aprimorou a dirigibilidade, desempenho, autonomia e visual.

Mais divertido de guiar, o modelo ‘S’ tem quase 100 cv a mais em comparação ao modelo regular e vai a 503 cv de potência e 99,2 kgfm de torque. O resultado foi alcançado graças a adição de um motor elétrico extra no eixo traseiro – agora são três motores. Ele ficou quase um segundo mais rápido para acelerar de 0 a 100 km/h: 4,5 segundos, e a velocidade máxima é ampliada em 10 km/h, chegando a 209 km/h.

Visualmente, o e-tron Sportback S ficou mais agressivo com uma carroceria 50 mm mais larga (graças aos arcos das rodas mais pronunciados, complementados por novos pára-choques), grade frontal exclusiva e um grande difusor na traseira completa o visual. Além da aparência, a aerodinâmica melhorou com um coeficiente de arrasto de 0,26 (é de 0,28 no modelo regular) e o modelo também conta com vetorização de torque.

O interior permanece praticamente inalterado, mas o modelo S apresenta acabamento em cores mais escuras (para aumentar a sensação de esportividade), bem como uma boa quantidade de emblemas S por toda a cabine, para destacar a variante mais esportiva.

Para alimentar os três motores, o e-Tron S Sportback utiliza uma bateria de 95 kWh (86 kWh efetivos) para uma autonomia de 363 km com uma única carga de acordo com o padrão europeu WLTP.

e-tron SUV: o mais vendido do Brasil
SUV elétrico mais vendido na Europa e líder de vendas entre todos os elétricos em alguns países europeus, o e-tron SUV chegou ao Brasil no primeiro semestre deste ano e de acordo com a marca já assumiu a liderança como o carro 100% elétrico mais vendido do país, desbancando o Chevrolet Bolt.

Motor1

Continue Reading

Trending