Connect with us

HÍBRIDO

Toyota Corolla Cross vai esquentar a briga dos SUVs híbridos no Brasil

Segmento híbrido terá Jeep Compass, Ford Escape e outros rivais

Published

on

Revelado no início do mês na Tailândia, o novo Toyota Corolla Cross chegará ao Brasil em 2021 para engrossar o pelotão dos SUVs médios a encarar o campeão de vendas Jeep Compass. Com produção nacional e trem de força híbrido compartilhado com o Corolla, o novo SUV da marca japonesa promete ser um dos principais atores no cenário dos SUVs médios híbridos.

O líder do segmento Jeep Compass terá a reforço da versão híbrida 4xe (junto com o irmão menor Renegade) também no ano que vem. Além disso, a briga promete esquentar ainda mais com a chegada do Ford Escape PHEV, ainda sem data oficial de estreia, mas aguardado para o período entre o fim deste ano e o primeiro semestre de 2021.

Medindo 4.460 mm de comprimento, 1.825 mm de largura, 1.620 mm de altura e com entre-eixos de 2.640 mm, o Corolla Cross híbrido será equipado com o mesmo conjunto propulsor consagrado no Corolla: o motor 1.8 litro de 95 cv associado a uma unidade elétrica de 72 cv para um total de 123 cv de potência total. O câmbio é o automático do tipo CVT.

Disputa híbrida
A tendência é que a maioria dos segmentos (o de SUVs médios/grandes com mais intensidade) adicionem versões híbridas ao portfólio a partir do que vem. Esse novo cenário pode alterar o panorama dos modelos mais vendidos atualmente. Veja abaixo quais serão os principais rivais do Corolla Cross híbrido:

Jeep Compass 4xe
O campeão absoluto de vendas do segmento teria a estreia da versão híbrida ainda neste ano. No entanto, a pandemia atrasou os planos da FCA e o modelo só irá desembarcar por aqui no começo de 2021. Assim como o irmão menor Renegade, a versão 4xe é híbrida do tipo plug-in (recarregável) e deverá ter preços acima dos R$ 200 mil.

Ford Escape PHEV
Entre os três SUVs médios que a Ford irá trazer (Territory, Bronco Sport e Escape), este deve ser o único com versão híbrida, que é do tipo plug-in (recarregável), como no Compass. Ele ainda não tem data oficial de estreia, mas dado o cronograma da Ford, pode desembarcar entre o fim deste ano e o início de 2021.

Lexus UX 250h
Nem sempre lembrado, o croosver UX 250h já está à venda no país desde abril do ano passado e emplacou praticamente 500 unidades somente no primeiro ano de vendas. Atualmente ele custa R$ 194.990, sendo uma opção da marca premium da Toyota. O SUV híbrido é equipado com um motor 2.0 a gasolina associado a uma unidade elétrica para um total de 178 cv de potência.

Considerando que o preço do atual do Toyota Corolla Altis Hybrid é de R$ 137.890,00, a futura versão híbrida do Corolla Cross também terá fabricação nacional e não deve ficar muito acima deste patamar. Ainda que ficasse, teria uma boa margem de diferença para os rivais que em sua maioria dificilmente ficarão abaixo do patamar de R$ 200 mil.

Os SUVs compactos e médios representam o maior volume de vendas, mas é nos segmentos mais altos que haverá mais opções de versões híbridas, como no caso dos já disponíveis Volvo XC40 R-Design híbrido (R$ 245.950), Toyota RAV4 Hybrid (R$ 217.990) Lexus NX 300h (R$ 270.990) e a nova geração do Volkswagen Tiguan, que em um futuro não muito distante tem boas chances de desembarcar com a versão híbrida por aqui.

Como dissemos, a Toyota confirmou o lançamento do Corolla Cross no Brasil para 2021. A montadora japonesa já investiu a quantia de R$ 1 bilhão na fábrica de Sorocaba para preparar sua produção, onde o modelo é conhecido pelo código 740B.

Até lá o cenário pode mudar bastante, mas a julgar pelos fatores atuais o novo SUV da Toyota tem tudo para emplacar também no segmento dos híbridos, a exemplo dos companheiros de marca Corolla, RAV4 e Prius, simplesmente os três carros híbridos mais vendidos no país no ano passado.

Motor1

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

HÍBRIDO

Irmão do Uno, Fiat Panda estreia nova versão híbrida com motor 1.0 Firefly

Nova versão traz o visual mais convencional, em oposição ao modelo Cross

Published

on

Nada menos que o carro mais vendido na Itália nos últimos anos, o Fiat Panda ganha uma nova versão. Trata-se da segunda variante disponível para o Panda Hybrid – além da versão aventureira Cross – agora com estilo mais convencional, batizada de Urban e igualmente equipada com a propulsão híbrida leve.

A marca também exagera na designação da propulsão: a designação Hybrid está estampada na tampa traseira de ambas as versões, embora, de acordo com a Fiat, um sistema híbrido leve funcione sob o capô, não um híbrido completo.

A versão urbana se difere do modelo Cross apenas na aparência: o Urban tem retrovisores externos pretos, faixas laterais pretas e não tem as proteções de plásticas ao longo da carroceria que dão o ar off-road.

O Panda Hybrid Urban está equipado com o sistema híbrido leve (MHEV) composto pelo motor a gasolina 1.0 3-cilindros Firefly de 70 cv associado a um gerador elétrico BSG (Belt-integrated Starter Generator) de 3,6 kW. Ele recupera energia durante a frenagem e a desaceleração que é armazenada em uma bateria de lítio com capacidade de 11 Ah. Funciona em um sistema elétrico de 12 volts e é responsável por auxiliar as acelerações e também para reiniciar o motor no modo “Stop&Start”. A transmissão é sempre manual de seis marchas.

Esta tecnologia tem como objetivo reduzir as emissões de CO2. O consumo homologado é de 24,1 km/l, o que corresponde a 93 gramas de CO2 por km. Para efeito de comparação, o motor 1.2 Fire a gasolina com a mesma potência faz 17,5 km/l e tem emissões de 135 g/km.

Agora inserido na gama de versões, o Fiat Panda Urban Hybrid já está disponível para vendas em diversos mercados da Europa e tem preços entre 11.785 euros (R$ 70.200) e 15.684 euros (R$ 93.520).

Motor1

Continue Reading

HÍBRIDO

Maserati Ghibli vira híbrido leve para quatro cilindros parecerem seis

O Maserati Ghibli Hybrid é o primeiro modelo eletrificado do fabricante. Ele combina motor 2.0 turbo e sistema elétrico de 48V para entregar 330 cv

Published

on

A Maserati debutou o Ghibli Hybrid, primeiro modelo eletrificado da história do fabricante do Tridente. O modelo combina um motor de quatro cilindros 2.0 turbinado a sistema elétrico de 48V. Desta forma, sendo capaz de recuperar a energia durante as desacelerações/frenagens para a bateria instalada na porção traseira do veículo.

Segundo a Maserati, o desempenho é similar ao de um seis cilindros. E o conjunto entrega 330 cv a 5.750 rpm e torque de 45,88 kgfm a partir de baixos 1.500 rpm permitindo acelerar de 0 a 100 km/h em 5,7 segundos e chegar aos 255 km/h de velocidade máxima. O câmbio é automático de oito marchas do fabricante ZF. E a sonoridade foi trabalhada para produzir o ronco similar a de um ‘seis bocas’.

Com uma carroceria de 4,971 m de comprimento e de 2,998 m de entre-eixos, o visual se diferencia pelos detalhes da carroceria em azul anodizado encontrados nas três saídas de ar nos para-lamas e nas pinças de freio, por exemplo. Aliás, os discos são de 345×28 mm na frente e 330×22 mm atrás.

As rodas de 18″ vestem pneus de medidas 235/50 R18, enquanto as lanternas ‘bumerangue’ foram redesenhadas, com inspiração no modelo 3200 GT e no conceito Alfieri.

A cabine estreou o carregador de smartphone por indução e o multimídia Mia (assistente inteligente Maserati), que é gerenciado pelo sistema operacional Android e integrado ao reconhecimento de voz Tencent, que possibilita ajustar o ar-condicionado e outras funções do Maserati Ghibli Hybrid. A tela aumentou de 8,4″ para 10,1″ e os gráficos foram revistos.

MotorShow

Continue Reading

HÍBRIDO

Novo Honda Civic Type R 2022 deve chegar aos 400 cv

Nova geração poderá se render à eletrificação e entregar ainda mais performance

Published

on

Com lançamento oficial programado para o final de 2021 (já como modelo 2022), a próxima geração do Honda Civic Type R promete avanços significativos em termos de tecnologia e performance. Conforme adianta a imprensa do Japão, o esportivo se renderá à eletrificação – contrariando rumores anteriores – e pela primeira vez passará a ser equipado com um conjunto mecânico híbrido.

Detalhes ainda são desconhecidos, mas tudo indica que o modelo adotará o conhecido motor 2.0 turbo de quatro cilindros a gasolina combinado com dois propulsores elétricos instalados no eixo traseiro. O esquema fará o Type R, pela primeira vez, um esportivo de tração integral e, de quebra, ajudará a superar com facilidade a barreira dos 400 cv de potência (contra 310 cv do carro atual).

Para acompanhar as mudanças mecânicas, o visual adotará traços mais dinâmicos e linhas ainda mais chamativas. Protótipos já começaram a rodar em testes na Europa e serviram de base para a elaboração das projeções acima, que adiantam com fidelidade o caminho estético a ser seguido. Entre as novidades, destaque para os faróis espichados, para-choque com recortes inéditos e, na traseira, o emblemático aerofólio.

O lançamento é aguardado para o final de 2021, já como linha 2022. Serão mantidas as carrocerias hatchback e sedã – esta última com previsão de chegada ao Brasil para 2022, como linha 2023.

Motor1

Continue Reading

Trending

Copyright © 2020 MAISMOTORS NEWS